O programa

 

O Programa de Pós-Graduação em Biociência Animal (PPGBA) foi credenciado em 2007 pela Capes, com conceito 4, para funcionar nos níveis de mestrado e doutorado, e iniciou suas atividades acadêmicas no primeiro semestre 2008. O PPGBA está sediado no Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal (DMFA) da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e tem seu corpo docente formado por profissionais qualificados e com conhecimento em diferentes áreas, como Medicina Veterinária, Ciências Biológicas, Química, Ciências Biomédicas e Matemática. O PPGBA se propõe a formar profissionais capacitados nas áreas de concentração de Morfofisiologia Animal e Biotecnologia. Este é o grande diferencial deste Programa com outros na área de Medicina Veterinária na região nordeste do país. Neste Programa, buscamos contemplar a área básica e aplicada e por isto agrega profissionais de diferentes áreas do conhecimento e atrai profissionais de todos os estados da região nordeste. As linhas de pesquisas estão concentradas em duas grandes áreas. A área de Morfofisiologia Animal tem como enfoque o estudo dos mecanismos e processos celulares básicos da ciência animal, bem como investigar os mecanismos de ação de compostos naturais ou sintéticos em processos funcionais e patológicos. A Área de Biotecnologia está direcionada para desenvolvimento de produtos bioativos com atividade biológica relevante na Medicina Veterinária e Humana, ao estudo da Microbiologia e Parasitologia aplicadas, Epidemiologia e Patogenia das enfermidades transmissíveis e o desenvolvimento e a padronização de técnicas de diagnóstico para enfermidades de impacto econômico e social, além do estudo da interação homem-animal- ambiente (Saúde Única).

A Área de concentração em Morfofisiologia Animal tem as seguintes Linhas de Pesquisa: Mecanismos e Processos Celulares Básicos na Ciência Animal e Mecanismos de Aplicação de Compostos Naturais ou Sintéticos em Processos Funcionais Patológicos. A Área de Biotecnologia tem as seguintes Linhas de pesquisas: Produtos Bioativos, Desenvolvimento de Processos Diagnósticos para Patologias Animais, Microbiologia e Parasitologia Aplicadas, além da linha mais recente de Saúde Única. Nas seis linhas de Pesquisa se enquadram todos os Projetos de Pesquisa desenvolvidos no PPGBA. O enfoque interdisciplinar do programa permite o acesso de alunos oriundos de diferentes áreas de conhecimento (Medicina Humana, Medicina Veterinária, Zootecnia, Engenharia de Pesca, Licenciaturas e Bacharelados em Ciências Biológicas e Química, Bacharelado em Biomedicina, Farmácia e áreas afins à Biociência Animal) que sejam vocacionados ao estudo das Ciências Básicas e Veterinárias, visando sua aplicação na Medicina Veterinária com prospecção de aplicabilidade na Área de Medicina Humana.
    
O programa de Pós-graduação em Biociência Animal atende a estudantes de Medicina Veterinária e de áreas afins nas Ciências Biológicas que pretendam desenvolver estudos visando o desenvolvimento científico-tecnológico e de inovação, biotecnológico e profissional da Ciência Animal, e também recebe estudantes de várias regiões do País e de outros países. Até o momento, o Programa já recebeu alunos oriundos da Iniciação Científica e de Mestrados da UFRPE, UFPE, UPE, UFAL, UFBA, UEL e UFMG assim como professores e técnicos da UFPE, UFRPE, UPE, UFCG, UFPB, UFPI, UFRB, UECE, UEMA, UFAL, Institutos Federais e de várias outras Instituições privadas de ensino superior de Pernambuco e de outros estados do país. 

A administração superior da UFRPE tem apoiado o PPGBA através da alocação de vagas para docentes e técnicos de nível superior, priorizando a destinação dos recursos do CT-INFRA/FINEP para melhoria da estrutura física e aquisição de equipamentos multiusuários para os Programas de Pós-Graduação. É importante ressaltar que grande parte dos equipamentos foram adquiridos através de editais da CAPES (Pró-equipamentos), FINEP, CNPq e FACEPE. A infraestrutura laboratorial do programa conta também com apoio da UFRPE que destina recursos próprios para esse fim, além de contar com os esforços individuais de nossos docentes na busca constante de financiamento (projetos de pesquisa (APQ), bolsas de iniciação científica, mestrado, doutorado e pós-doutorado).